BrasilNegóciosTodos

A empreiteira baiana muito corrupta Odebrecht vai vender toda a sua participação na Braskem

A empreiteira baiana muito corrupta e propineira Odebrecht, controladora da Braskem, iniciou o processo de venda de toda a sua participação na petroquímica, revela um documento enviado à CVM na noite de sexta-feira (7). De acordo com a nota, a alienação será privada. A companhia informou que tomará as providências necessárias para organizar um processo dessa natureza, com o apoio de assessores legais e financeiros.

A construtora possui 50,1% do capital votante da empresa e 38,3% do total. A Petrobras é também acionista e possui 47% do votante e 36,1% do total. O restante tem negociação no mercado acionário. A empresa revelou um prejuízo bilionário no segundo trimestre de 2020, refletindo a combinação de queda nas receitas devido à crise da Covid-19, despesas ligadas a um dano geológico em Alagoas e pressão financeira devido à alta do dólar.

As perdas chegaram a R$ 2,5 bilhões de abril a junho, ante lucro de 57 milhões um ano antes. Ainda assim, o resultado foi melhor do que do primeiro trimestre deste ano, quando o prejuízo tinha sido de R$ 4,06 bilhões. A empreiteira corrupta Odebrecht por meio da Braskem controla os pólos petroquímicos de Triunfo e de Camaçari, na Bahia.

Compartilhe nas redes sociais:

Comments (1)

  1. A Braskem só tem dado prejuízo e a Odebrecht tá precisando de dinheiro.
    A questão é saber como a Odebrecht pretende vender sua participação. Se for na bolsa as ações deve derreter porque o volume é muito grande.

Comment here