BrasilGovernoTodos

Abin estuda a mudança de adidos de inteligência no Exterior

Depois de promover uma “revolução interna” na Agência Brasileira de Inteligência, o delegado federal Alexandre Ramagem está planejando uma limpeza nas adidâncias da Abin no Exterior. Um dos primeiros alvos deve ser o adido da Argentina, Hugo Dantas Nascimento, irmão de Bruno Dantas, ministro esquerdóide do TCU que incomoda o governo Bolsonaro sob qualquer iniciativa da administração federal.

A dificuldade enfrentada por Alexandre Ramagem é que adidos civis de inteligência têm “mandato” de três anos. Isso é outro daqueles absurdos absolutamente inacreditáveis. Isso engessa um governo que não pode governar com seus quadros de confiança, e precisa suportar “inimigos” dentro da trincheira. Hugo Dantas Nascimento foi nomeado adido em Buenos Aires, em 2018. Ou seja, foi “protegido” por um “mandato” para ficar longe do alcance do novo governo que ia assumir. Isso tem que acabar no serviço público brasileiro.

Compartilhe nas redes sociais:

Comment here