EnergiaMundoTodos

Argentinos da Saesa compraram a usina térmica AES Uruguaiana, parada há 11 anos

Sem operar há uma década, a usina térmica a gás da AES, em Uruguaiana, foi vendida para o grupo argentino Saesa. A usina não funciona porque os argentinos não fornecem gás. Agora, nas mãos da Saesa, que é da Argentina, a expectativa é de que isto acontecerá. Os novos controladores informaram que, à exceção do inverno, sobra gás no País vizinho. A capacidade da usina é de produção de 639,9 MW, o que corresponde a 15% da demanda gaúcha.

Essa usina térmica, sozinha, tem capacidade produção de energia elétrica maior do que a maior usina hidrelétrica gaúcha, a Usina de Dona Francisca, com capacidade instalada de 450 megawatts. A situação é mais delirante quando se considera que há carvão sobrando em Candiota, e o carvão produz gás, gasolina, óleo diesel, querosene de aviação e mais 27 substâncias da indústria petroquímica, como eteno, benzeno, propeno e mais. Uma usina de conversão do carvão em gás, e um gasoduto entre Candiota e Uruguaiana, na extensão de 382 quilômetros, teria colocado essa usina em funcionamento há no mínimo uma década. Mas a imprevidência tradicional das elites do Rio Grande do Sul prevaleceu nesse tempo todo.

Compartilhe nas redes sociais:

Comment here