BrasilPolíciaPolíticaTodos

Arlindo Chinaglia, líder do PT, foi indiciado por corrupção em inquérito enviado ao STF

A Polícia Federal indiciou o deputado petista Arlindo Chinaglia, líder do PT, organização criminosa, por corrupção e lavagem de dinheiro pelo recebimento de R$ 8,7 milhões em propinas da Odebrecht entre 2008 e 2014. O dinheiro era parte de uma propina prometida ao parlamentar para viabilizar a contratação da empreiteira para obras nas hidrelétricas de Santo Antônio, em Rondônia, iniciada no governo do bandido corrupto e lavador de dinheiro Lula e inaugurada por sua sucessora, o poste mulher sapiens Dilma Rousseff. Em relatório enviado ao STF, a Polícia Federal afirma que Chinaglia recebeu parte dos 36 pagamentos feitos pela Odebrecht por meio de intermediários em um quarto de hotel na região central de São Paulo, em 2014.

Compartilhe nas redes sociais:

Comment here