BrasilEconomiaTodos

Arrecadação gaúcha do ICMS subiu espetaculares 13,2% em setembro

A economia do Rio Grande do Sul está reagindo fortemente e dando uma respirada importante para o governador tucano Eduardo Leite. A arrecadação gaúcha do ICMS alcançou o valor nominal de R$ 3,3 bilhões em setembro, e foi maior do que o total do mesmo mês do ano passado. Foi um avanço nominal espetacular, totalizando 13,2%. Ajustada pela inflação do IPCA do período, o crescimento ainda assim foi muito alto, ou seja, de 10,2%. No total, o imposto rendeu até agora R$ 25,3 bilhões ao caixa do tesouro, uma queda nominal de 0,3% sobre o mesmo período do ano anterior (-3% quando ajustada pelo IPCA).

Como se percebe, o governo estadual gaúcho nem precisaria dos R$ 55,13 milhões que recebeu de presente do governo Bolsonaro, tudo sob o argumento de que a receita despencaria para valer por causa da pandemia. No total, até agora, o tucano Eduardo Leite recebeu R$ 2,2 bilhões de ajuda federal. Ou seja, a prolongada quarentena imposta à população do Estado também teve um alto interesse fiscal, porque dessa forma o governo tucano conseguiu recursos que não seriam necessários. Fica evidente, também, que não é preciso fazer qualquer aumento de impostos, o que penaliza a sociedade, para enfrentar os gastos governamentais.

Compartilhe nas redes sociais:

Comment here