MundoSaúde e MedicinaTodos

AstraZeneca suspende testes da vacina contra Covid-19 por receio com segurança

A AstraZeneca suspendeu os testes de estágio final de sua aguardada candidata a vacina contra Covid-19 após uma suspeita de reação adversa séria em um participante do estudo, afirmou o site de notícias de saúde Stat News nesta terça-feira. O site citou um porta-voz da AstraZeneca afirmando em um comunicado que o “processo de revisão padrão desencadeou uma pausa na vacinação para permitir a revisão dos dados de segurança”.

O estudo testa uma potencial vacina contra a Covid-19 que é desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com pesquisadores da Universidade de Oxford em locais como Estados Unidos, Brasil e Reino Unido, onde o evento adverso foi reportado. A natureza da questão de segurança e quando ela aconteceu ainda não são conhecidas, embora seja esperado que o participante do estudo se recupere, de acordo o Stat News.

A reportagem diz que a suspensão do teste tinha um impacto em outros testes de vacina da AstraZeneca assim como em estudos clínicos que são conduzidos por outras fabricantes de vacinas. Nove importantes desenvolvedores de vacinas dos Estados Unidos e da Europa prometeram nesta terça-feira manter os padrões de segurança e eficácia para suas vacinas experimentais apesar da urgência para conter a pandemia do coronavírus.

As empresas, incluindo a AstraZeneca, a Pfizer Inc e a GlaxoSmithKline, emitiram o que chamaram de um “compromisso histórico” após o aumento de preocupações de que os padrões de segurança possam ser deixados de lado diante da pressão política para que uma vacina seja aprovada. As empresas disseram que iriam “manter a integridade do processo científico enquanto trabalham em direção a potenciais conclusões e aprovações globais regulatórias para as primeiras vacinas contra a Covid-19”. As outras signatárias foram a Johnson & Johnson, a Merck & Co, a Moderna Inc, a Novavax Inc, a Sanofi e a BioNTech. (Money Times)

Compartilhe nas redes sociais:

Comment here