BrasilJustiçaTodos

Fachin homologa delação de R$ 1 bilhão da Hypermarcas

O ministro Edson Fachin homologou na sexta-feira (25) os acordos de delação de três executivos da antiga Hypermarcas, rebatizada de Hypera Pharma. As delações foram enviadas pela Procuradoria Geral ao Supremo no mês passado. Entre os delatores está João Alves de Queiroz Filho, o Júnior, fundador e acionista controlador da empresa, que pagará a multa mais alta, de R$ 1 bilhão.

O ministro do STF também homologou os acordos de mais dois ex-funcionários do grupo, que se tornaram novos delatores: o ex-CEO Cláudio Bergamo e Carlos Roberto Scorsi. Falta só a homologação do acordo do ex-diretor Nelson Mello, segundo envolvidos nas tratativas. Além do R$ 1 bilhão aplicado a Júnior, outros R$ 95 milhões em multa terão de ser pagos, conforme as delações pactuadas com os outros três ex-executivos do grupo.

Compartilhe nas redes sociais:

Comment here