EconomiaMundoNegóciosTodos

Gestora norueguesa Nordea decide excluir ações da corrupta JBS do portfólio

A Nordea Asset Management decidiu excluir ações da corrupta JBS de todos os seus fundos neste mês, citando o histórico ambiental da processadora de carne e suas ações no combate à pandemia de Covid-19. A Nordea afirmou que a decisão de excluir as ações da JBS, avaliadas em 40 milhões de euros, foi tomada depois de um período de contato com a empresa que acabou não produzindo resultado satisfatório. “Sempre dizemos que preferimos entrar em contato com a empresa em vez de apenas começar a excluir tudo”, disse Eric Pedersen, diretor de investimentos responsáveis do Nordea.

É curioso que o empresa norueguesa exclua a JBS por questão ambiental e não por seus envolvimentos em altissima corrupção no Brasil. A Nordea, que tem cerca de 215 bilhões de euros em ativos sob gestão, tem pequenas participações em outras duas processadoras de carne do Brasil, Marfrig e Minerva. Embora estas empresas não sejam o tipo preferido de investimento da Nordea, os fundos da empresa investem nelas porque são parte do índice Ibovespa (IBOV), afirmou o executivo. São raros, mas há operadores no mercado acionário brasileiro que não recomendam aplicações da JBS e Marfrig justamente por causa do envolvimento com corrupção e pelas gestões altamente centralizadas.

Compartilhe nas redes sociais:

Comment here