BrasilGovernoTodos

Governo Bolsonaro entrega moradias a famílias de baixa renda em cinco Estados

O Ministério do Desenvolvimento Regional do governo Bolsonaro entregou nesta sexta-feira (14) as chaves de 1.881 moradias em cinco Estados para famílias de baixa renda. Segundo a pasta, os investimentos somam R$ 145 milhões e devem atender diretamente cerca de 7,5 mil pessoas. Os imóveis foram inaugurados em cidades de Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

No Estado do Rio de Janeiro, foram entregues um total de 300 apartamentos para famílias de Petrópolis, que antes viviam em áreas de risco nas comunidades de Alto da Serra, Itaipava, Quitandinha e Vale do Cuiabá. Foram investidos R$ 22,5 milhões no Condomínio Vicenzo Rivetti II.

As unidades habitacionais entregues têm 43,21 metros quadrados, com dois quartos, cozinha, área de serviço, sala e banheiro. O residencial conta ainda com salão de festas, quadras de esporte, centro comunitário e guaritas. Outros 300 imóveis no conjunto já haviam sido entregues no mês passado, segundo o governo.

Em Caruaru (PE), o Ministério do Desenvolvimento entregou 496 apartamentos divididos em 31 blocos com quatro andares. Para a construção do Residencial Jardins, no bairro Cidade Alta, foram disponibilizados R$ 39,6 milhões. Cerca de 2 mil pessoas serão atendidas. O valor de cada unidade de 43,68 m² está em torno de R$ 80 mil. O espaço possui parque infantil, centro comunitário e quadra de esportes, além de toda a infraestrutura.

Já o Residencial Novo Tempo 6, em Petrolina (PE), abrigará outras 227 famílias pernambucanas. O empreendimento custou R$ 18,1 milhões aos cofres públicos e é formado por casas isoladas que compõem sete quadras. Cada moradia tem 42,93 m², divididos em dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço.

O governo Bolsonaro também repassou R$ 14,6 milhões para a construção de 200 unidades habitacionais em Santa Fé do Sul (SP). As casas de 48,82 m² foram erguidas em lotes isolados e contam com kit para geração de energia fotovoltaica e sistema de aquecimento solar. O espaço possui redes de água, esgoto, drenagem, energia elétrica e iluminação pública, além de pavimentação e urbanização.

Em Santo Antônio do Jardim (SP), mais 98 residências estão sendo repassadas à comunidade e devem atender cerca de 400 pessoas. O Conjunto Habitacional Virgílio Trincha recebeu R$ 6,6 milhões em investimentos federais. São casas de 48,81 m², construídas em lotes de 200 m². Por lá, as unidades também dispõem de sistema de aquecimento e geração de energia solar.

Em Palmas, o governo Bolsonaro entregou a primeira etapa do Residencial Jardim Vitória, com aporte federal de R$ 40 milhões. Serão 500 famílias atendidas. A segunda etapa do empreendimento vai garantir outras 500 moradias.

O Condomínio José Alencar, em Içara (SC), ganhou 60 novas casas para famílias atendidas pelo programa Minha Casa Minha Vida. O residencial é composto por unidades geminadas (conjuntas) de 43,77 m², cada uma em lotes de 180 m². Todas podem ser adaptadas para pessoas com deficiência. O espaço, localizado próximo à BR-101 e à Via Expressa de acesso a Criciúma, possui redes de água, esgoto, drenagem, energia elétrica e iluminação pública, além de pavimentação. O investimento federal foi de R$ 3,6 milhões.

Ao todo, o Ministério do Desenvolvimento Regional informou ter investido, em 2020, cerca de R$ 1,1 bilhão do orçamento da União no programa de habitação popular. Do total, R$ 847 milhões foram destinados à continuidade de obras de moradias para atender beneficiários da faixa 1, que compreende grupos familiares com renda mensal de até R$ 1,8 mil. (Ag. BR)

Compartilhe nas redes sociais:

Comment here