BrasilJustiçaPolíciaTodos

Lava Jato suspeita de uso de empresa no Panamá por filho do presidente do STJ

A força-tarefa da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro detalha, em um pedido de ampliação da quebra de sigilo do advogado Eduardo Martins, diversas transações e relações societárias suspeitas do filho do presidente do STJ, Humberto Martins. Um dos casos abordados pelos procuradores na solicitação a Marcelo Bretas é a relação de Eduardo Martins com o ex-sócio Rafael Candelot, que manteve uma offshore sediada no Panamá com o nome Alias Corp. (O Antagonista)

Compartilhe nas redes sociais:

Comment here