BrasilJustiçaPolíticaTodos

Ministério Público Federal em São Paulo denuncia tucano Alckmin por falsidade ideológica, corrupção e lavagem de dinheiro

O ex-governador de São Paulo, o tucano Geraldo Alckmin, foi denunciado, nesta quinta-feira, por falsidade ideológica eleitoral, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A ação foi apresentada pelo Ministério Público no âmbito da chamada Lava Jato Eleitoral, um desdobramento da operação no Estado.

O Ministério Público do Estado de São Paulo, por intermédio da força-tarefa constituída em fevereiro deste ano para atuação em inquéritos policiais que tramitam na 1ª Zona Eleitoral do Estado de São Paulo, denunciou o ex-governador Geraldo Alckmin pelos crimes de falsidade ideológica eleitoral, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. De acordo com a denúncia, Alckmin recebeu R$ 2 milhões em espécie do conglomerado corruptor e propineiro Odebrecht na campanha ao Palácio dos Bandeirantes em 2010 e R$ 9,3 milhões quando disputou a reeleição, em 2014.Os recursos não foram registrados nas prestações de contas do candidato (falsidade ideológica), que solicitou e recebeu vantagem indevida (corrupção passiva), pagas pelo setor de operações estruturadas da Odebrecht, a partir do emprego de métodos ilícitos como uso de “doleiros”, com o fim de ocultar a origem dos valores e dificultar a possibilidade de seu rastreio (lavagem de dinheiro).

De acordo com a acusação do Ministério Público, esses recursos destinavam-se, em um primeiro momento, ao financiamento eleitoral indevido (não declarado) e, no momento seguinte, pós-eleições, à manutenção da influência do grupo empresarial junto ao governo. Em 2010, o intermediário entre a companhia e o candidato, conforme demonstrado na acusação, foi Adhemar César Ribeiro, cunhado do tucano Alckmin. Ao longo da campanha, realizaram-se 11 repasses, totalizando R$ 9,3 milhões, ao então candidato à reeleição. “Os relatos e provas de corroboração reunidos revelaram centenas de atos ilícitos praticados em favor de empresas do Grupo Odebrecht, incluindo o pagamento de forma dissimulada de vantagens a agentes públicos e financiamentos de campanhas eleitorais, em um sofisticado esquema de lavagem de capitais”, descreve a denúncia.

Compartilhe nas redes sociais:

Comment here