Meio AmbienteMundoPetróleoTodos

Navio tanque petroleiro venezuelano Nabarima está afundando no golfo de Paria com milhões de barris de óleo

O petroleiro Nabarima, que contém mais de um milhão de barris de petróleo, está inclinando perigosamente e corre o risco de naufragar no Golfo de Paria. Uma foto tirada em 13 de outubro mostra o petroleiro inclinando-se perigosamente, relatou o site Conflicts News Worldwide em sua conta no Twitter.

A foto foi fornecida por Gary Aboud, secretário corporativo da Fishermen and Friends of the Sea, uma organização ambiental de Trinidad e Tobago. “O Nabarima está instável e está afundando”, disse ele. “Há alguns meses houve relatos de que o navio estava inclinando e que alguns compartimentos foram inundados. Esses problemas foram resolvidos, mas está claro que agora existem grandes problemas”, disse Conflicts News Worldwide.

O plano da ENI da Itália de drenar o navio de armazenamento de petróleo Nabarima, encalhado no Golfo de Paria foi adiado por semanas devido a preocupações com as sanções dos Estados Unidos ao regime do narcotraficante genocida bolivariano Nicolás Maduro, relatou Argus.

A unidade flutuante de armazenamento e descarga, com bandeira venezuelana, considerada um potencial risco ambiental gigante, havia sido incluída nas prioridades, após trabalhadores relatarem inundações dentro e fora do navio. No início de setembro, a Eni indicou que a embarcação havia se estabilizado e um vazamento de água havia sido resolvido.

O Nabarima tem capacidade para até 1,3 milhão de barris de petróleo. Está atracado há 10 anos no campo offshore de Corocoro, no Golfo de Paria. O campo pertence à PetroSucre, uma joint venture operada pela Petróleos de Venezuela. A ENI tem uma participação minoritária de 26%.

Compartilhe nas redes sociais:

Comment here