NegóciosPolíciaPolíticaTodos

Réu junto com o megadoleiro Dario Messer na Lava Jato pede à ANP autorização para montar refinaria

Está na pauta de amanhã da Agência Nacional de Petróleo (ANP) pedido da empresa SSOIL Energy para poder construir uma refinaria de petróleo em Coroados, São Paulo. Segundo o site da Receita Federal, a SSOIL tem como sócio Filipe Arges Cursage, que virou réu na Operação Patrón, um desdobramento da Câmbio, Desligo – que investigou o mega esquema de lavagem de dinheiro operado por Dario Messer, o doleiro dos doleiros. Dario Messer, Filipe Arges Cursage e outras 17 pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público Federal do Rio de Janeiro pelos crimes de lavagem de dinheiro, evasão de dividas e pertinência à organização criminosa.

O empresário, apelidado de Filipe Pedra, faria parte do chamado “núcleo operacional”, responsável por auxiliar Dario Messer no transporte e recebimento de recursos ocultos. Fazia parte do grupo a advogada Myra de Oliveira Athayde, namorada do doleiro. Filipe confessou à Lava Jato ter ajudado Dario Messer a repatriar mais de R$ 800 mil do Paraguai no período em que esteve foragido, por meio de contas da empresa Quimiclean Brasil Indústria e Comércio e do hotel Serena Resort.

Diz a denúncia: “Ocorre que, após a operação Patrón, essa pessoa se apresentou à Polícia Federal e foi identificada como sendo o ora denunciado FILIPE ARGES CURSAGE, que em interrogatório (DOC 7) admitiu que, a pedido de ROQUE SILVEIRA, operacionalizou a entrega a DARIO MESSER no Brasil daquela quantia de US$ 220,000.00, sendo mais de R$ 700.000,00 a partir da conta da empresa QUIMICLEAN BRASIL INDUSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS DE LIMPEZA LTDA, R$ 25.000,00 na conta da SERENA RESORT HOTEL, e R$ 25.000,00 da conta de ANTÔNIO SIQUEIRA SOARES CAMARGO”. E ainda: “QUE, é Gerente comercial das empresas de sua família na parte de óleos lubrificantes e óleos combustíveis, derivados do petróleo em geral; … QUE reconhece ter utilizado uma linha para manter contatos por Whatsapp com DARIO MESSER; QUE possivelmente era a linha (11) 99***; QUE o telefone com a linha foi entregue pelo próprio pessoal de DARIO MESSER, para que o interrogado pudesse fazer contato com ele; QUE essa linha apenas era utilizada para comunicações no Whatsapp; QUE investe no Paraguai desde cerca de 2008, e nos últimos 1 ano e meio fez contatos com o empresário do ramo agrícola ROQUE FABIANO SILVEIRA, para tentar vender seus produtos para as empresas dele; QUE não chegou a fazer negócios com ROQUE, mas ele indicou seus produtos para outras empresas; QUE o contato e proximidade com ROQUE era muito favorável aos negócios, por sua influência no seguimento agrícola; QUE em razão dessa proximidade, ROQUE passou a lhe pedir alguns favores; QUE inicialmente ROQUE pediu que o interrogado indicasse contas no Brasil para receber em Reais o equivalente a U$ 220.000,00 Dólares, para que um amigo dele pudesse pagar seus advogados; QUE indicou uma conta corrente da Empresa QUIMICLEAN; QUE acredita que ele aceitou receber o dinheiro pela confiança no interrogado, que não se trataria de nada ilícito; QUE ROQUE disse para encontrar uma pessoa no shopping que estaria com o cabelo laranja; QUE realmente se apresentou para a pessoa com aquelas características e nesse momento ele disse que se tratava de DARIO MESSER; QUE DARIO MESSER entregou o celular para manter contato direto e poder combinar a entrega do dinheiro”. (O Antagonista)

Compartilhe nas redes sociais:

Comment here