PolíciaTodos

Promotora do Rio de Janeiro admite, porteiro do condomínio mentiu sobre ligação para casa de Bolsonaro e entrada do matador de Mariele

A promotora Simone Sibílio, coordenadora do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Rio de Janeiro, disse hoje (30) que o porteiro do Condomínio Vivendas da Barra mentiu sobre ter ligado, a pedido de Élcio Queiroz, preso pelo assassinato da vereadora comunista Marielle Franco, do PSOL, para a casa da família do presidente Jair Bolsonaro.

A afirmação ocorreu durante entrevista à imprensa, na sede do Ministério Público, na tarde de hoje (30). Assim, a matéria do Jornal Nacional da Rede Globo fica configurada como uma efetiva conspiração empresário-esquerdista para desacreditar e derrubar o governo de Jair Bolsonaro.

Segundo a promotora Simone Sibilio, o sistema de gravação de ligações do interfone do condomínio comprova que, em 14 de março de 2018, dia do assassinato da comunista Marielle Franco, o porteiro, a pedido de Élcio, ligou para Ronnie Lessa, também acusado do crime, e não para a casa de Bolsonaro, como chegou a ser escrito à mão em uma suposta planilha de entrada.

“Por que o porteiro lançou o número 58 (casa de Bolsonaro)? Pode ser por vários motivos, que serão apurados. O fato é que as ligações comprovam que Ronnie Lessa é quem autoriza e que Élcio vai para a casa de Ronnie Lessa. O porteiro mentiu. Isto está comprovado com a prova técnica. O porteiro foi ouvido duas vezes”, disse Simone Sibílio.

As informações sobre o depoimento do porteiro foram divulgadas em reportagem do Jornal Nacional, da TV Globo, na noite de ontem (29). A matéria mais irresponsável e criminosa da história da Rede Globo. De acordo com a promotora, o porteiro, que ainda não teve o nome revelado, poderá responder por crime de falso testemunho. Porém, ela não quis responder se o funcionário, com a prova técnica da gravação que contraria seu depoimento inicial, poderia passar da condição de testemunha para a de acusado no inquérito.

“Por que o porteiro deu este depoimento, se ele se equivocou, se ele esqueceu, se mentiu, qualquer coisa pode ter acontecido. Então ele pode esclarecer novamente. Por que ele deu este depoimento, evidentemente isso será checado. Mas o que importa é que quem autoriza a entrada, é o Ronnie Lessa. É o executor do crime autorizando o outro executor. Eles se encontram ali e partem para a empreitada criminosa para matar Marielle Franco e Anderson Gomes”, complementou Simone Sibílio.

A promotora Simone Sibílio contou que, devido ao fato de o nome do presidente Bolsonaro ter sido citado durante a investigação, ela esteve com o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, a quem entregou o depoimento do porteiro. Ela disse que Augusto Aras também tomou ciência do conteúdo. “Esse encontro com o presidente do STF foi protocolar. Nós fomos enviar o depoimento em que era citada uma autoridade com foro com prerrogativa de função.

O Procurador Geral da República também tomou ciência. A partir daí a questão já está posta no STF. Ainda não há distribuição. O importante a ressaltar é que essa questão já foi levada ao STF”, reforçou a promotora. Também participaram da entrevista as promotoras Letícia Emile Petriz e Carmen Bastos de Carvalho.

De acordo com as promotoras, a planilha eletrônica de acesso ao condomínio, bem como as gravações de áudio, foram periciadas e não foram encontraram irregularidades técnicas nas provas. Esses Gaecos dos Ministérios Públicos estaduais no Brasil têm uma atuação que merece muitas críticas, especialmente pela tendência a colocar figuras públicas como suas reféns, com acusações públicas que não se sustentam e inquéritos que nunca são finalizados. Bolsonaro deveria processar essas promotoras e o Ministério Público do Rio de Janeiro. Essas promotoras sequer se deram ao trabalho de investigar as gravações existentes na portaria do condomínio de Bolsonaro, e tampouco as planilhas com os registros de visitas e as autorizações para entrada. É uma irresponsabilidade de grau muito elevado.

Compartilhe nas redes sociais:

Comments (1)

  1. Esse porteiro deve amar a Religião desgraçada, cujo nome é Petismo. E adorar lamber e chupar o entre-dedo sujo do pé de lula! Puxa-saco do atrasado petismo.

Comment here