BrasilJustiçaTodos

Superior Tribunal Militar condena a cadeia controladores de vôo da FAB por motim

O Superior Tribunal Militar condenou a 6 anos de prisão quatro suboficiais da Aeronáutica pelo motim dos controladores de vôo que paralisou o espaço aéreo brasileiro, em março de 2007. Luiz Marques, Florisvaldo Salles, José Tadeu Tavares, Wellington Fabio Lima Rocha também serão excluídos das Forças Armadas. O motim começou no Cindacta-1, em Brasília, durou cinco horas e 20 minutos, espalhou-se pelo País e suspendeu praticamente todas as decolagens no País no dia 30 de março.

Naquele dia, o presidente do País, o bandido corrupto Lula, estava em Washington, e o vice, José de Alencar, estava em vôo. A rebelião acabou após uma negociação do petista Paulo Bernardo (Planejamento) com amotinados, que reivindicavam gratificação salarial, fim de punições e desmilitarização do setor. Na noite desse bloqueio total da aviação civil brasileira, com o fechamento de atividades de todos os aeroportos, ocorria um casamento luxuoso em buffet junto à Baia de Todos os Santos, em Salvador, e lá estava presente a diretora da Anvisa, Denise Abreu, fumando um charuto.

O regime criminoso do PT, que liquidou a Varig (obra na qual Denise Abreu esteve envolvida, ela foi assessora e hospedeira do bandido corrupto petista José Dirceu), também teve durante sua duração a ocorrência dos dois piores desastres aéreos da histórica brasileira, com a queda na Amazônia do Boeing da Gol e a explosão no aeroporto de Congonhas do Airbus da TAM.

Compartilhe nas redes sociais:

Comment here